top of page

Prefeito Cristian decreta luto oficial de três dias pela morte do Cel. Vitanof

O ex comandante do 26º BPM coronel Stéfano Vitanof morreu nesta quinta-feira (28), vítima de câncer. Ele se tornou uma referência na corporação.


O prefeito Cristian Wasem decretou luto oficial por três dias pelo falecimento do Coronel da reserva Stefano Vitanof, ex comandante do 26º BPM, ocorrido nesta quinta-feira (28), em Porto Alegre. Ele lutava contra um câncer desde 2020. Neste período fez duas cirurgias. Mas a doença avançou e o tratamento não foi suficiente para a cura.


O coronel Vitanof era um homem de diálogo, educado e justo com os seus comandados. Ele seguia rigorosamente à doutrina militar. Gremista incondicional, gostava de brincar com os amigos, especialmente colorados quando o Inter perdia. O seu ponto principal para acompanhar os jogos do Grêmio era sempre no Xis Xodó, na parada 50. Gostava de uma cerveja gelada e de um bom vinho da Serra Gaúcha. Chegou a morar em Gramado, mas durante à pandemia teve que vir morar com a sua esposa em Porto Alegre para poder fazer o tratamento. Neste período, mesmo debilitado, ele não esqueceu dos amigos e pelas redes sociais, Whatsapp, compartilhava suas fotos e textos.

Stefano Vitanof comandou a BM de Cachoeirinha antes mesmo dela se transformar no 26º BPM. No início de 1990 o então Capitão Vitanof, junto com o Ten. Padilha começaram a transformação do Pelotão subordinado ao 15º BPM, para o que é hoje - um Batalhão de Polícia da Brigada Militar. - Perdi um grande amigo de farda e de muitas boas lembranças - resumiu o ex parceiro Padilha, hoje Ten. Coronel.


Durante este período foi criado a PATAMO (Patrulhamento Tático Móvel), uma patrulha com policiais treinados para atender as ocorrências policias mais graves. Esta patrulha ficou temida pelos criminosos, pois era enérgica contra eles e agia com o setor de inteligência da BM (P2).

Ten. Coronel Padilha foi um grande parceiro do Coronel Vitanof em Cachoeirinha


UM POUCO DA HISTÓRIA DO 26º BPM


No ano de 1982, o GPM transformou-se em 4º Pelotão da 3º Companhia do 15º Batalhão de Policia Militar (Unidade com sede em Canoas). A partir de 25 de agosto de 1990, o Pelotão de Cachoeirinha passou a se denominar 2º Companhia de Policia Militar (unidade com sede em Gravataí).

Em 1998, o município de Cachoeirinha trilhava o caminho de pleno desenvolvimento, sendo considerado o coração de uma grande área industrial que se estabelecia na Região Metropolitana. A população também crescia e ultrapassava a casa dos 100 mil habitantes. A Brigada Militar não ficou indiferente: realizou naquele ano uma adequação estrutural e criou a Companhia Policial Militar de Cachoeirinha, com independência do 17º Batalhão de Policia Militar, com desarticulação e a referência para comemoração do aniversário do Batalhão. Nesta época também foi construído o quartel do Corpo de Bombeiros (Campanha Bombeiros Já!).


Em 04 de outubro de 1999, a Unidade recebeu a designação de Destacamento Especial de Cachoeirinha, sendo articulado em duas companhias de policiamento: sede da 1º Companhia instalada na Avenida Frederico Ritter e a 2º Companhia, na Avenida Flores da Cunha, na sede do destacamento.


Finalmente, em 21 de agosto de 2002, de acordo com o Art. 6º da lei Nº 10. 991/97 (lei orgânica da Brigada Militar) foi instalado o 26º Batalhão de Policia Militar, que atualmente trabalha articulado em duas subunidades: 1º e 2º Companhias de Policia Militar, sendo a 1ª Cia, compondo os bairros do centro e a 2ª Cia, os bairros mais afastados, totalizando uma área de 44 km².


Com sede na Av. Flores da Cunha, nº 3419, Bairro: Parque da Matriz, composto por cerca de 100 homens e mulheres que atuam diuturnamente no combate à criminalidade e controle da ordem pública, distribuídos nas seções internas como 1ª Seção – Seção de Pessoal, Subseção de Justiça e Disciplina e Comunicação Social, 2ª Seção – Seção de Inteligência, 3ª Seção – Seção de Operações e Treinamento, 4ª Seção – Seção de Logística e Patrimônio, Cia Operacional – Adm. e POE – Adm. Externas, como Cias/Policiamento Ostensivo, Patrulha Escolar, Patrulha Maria da Penha, Patrulha Bancária, Patrulha Comercial, ROCAM e POE.


Desde sua criação o 26º BPM, onde Stefano Vitanof também comandou em 2001 como Ten. Cel., passou por diversas transformações e desafios, sempre na busca de adequar-se às necessidades da sociedade cachoeirinhense, empregando seu efetivo com máximo de esforços na defesa do conceito da cidadania.

Decreto assinado pelo prefeito de Cachoeirinha, Cristian Wasem


MATÉRIA RELACIONADA





224 visualizações0 comentário
bottom of page