Prefeito Cristian decreta luto oficial de três dias pela morte do Cel. Vitanof

O ex comandante do 26º BPM coronel Stéfano Vitanof morreu nesta quinta-feira (28), vítima de câncer. Ele se tornou uma referência na corporação.


O prefeito Cristian Wasem decretou luto oficial por três dias pelo falecimento do Coronel da reserva Stefano Vitanof, ex comandante do 26º BPM, ocorrido nesta quinta-feira (28), em Porto Alegre. Ele lutava contra um câncer desde 2020. Neste período fez duas cirurgias. Mas a doença avançou e o tratamento não foi suficiente para a cura.


O coronel Vitanof era um homem de diálogo, educado e justo com os seus comandados. Ele seguia rigorosamente à doutrina militar. Gremista incondicional, gostava de brincar com os amigos, especialmente colorados quando o Inter perdia. O seu ponto principal para acompanhar os jogos do Grêmio era sempre no Xis Xodó, na parada 50. Gostava de uma cerveja gelada e de um bom vinho da Serra Gaúcha. Chegou a morar em Gramado, mas durante à pandemia teve que vir morar com a sua esposa em Porto Alegre para poder fazer o tratamento. Neste período, mesmo debilitado, ele não esqueceu dos amigos e pelas redes sociais, Whatsapp, compartilhava suas fotos e textos.

Stefano Vitanof comandou a BM de Cachoeirinha antes mesmo dela se transformar no 26º BPM. No início de 1990 o então Capitão Vitanof, junto com o Ten. Padilha começaram a transformação do Pelotão subordinado ao 15º BPM, para o que é hoje - um Batalhão de Polícia da Brigada Militar. - Perdi um grande amigo de farda e de muitas boas lembranças - resumiu o ex parceiro Padilha, hoje Ten. Coronel.


Durante este período foi criado a PATAMO (Patrulhamento Tático Móvel), uma patrulha com policiais treinados para atender as ocorrências policias mais graves. Esta patrulha ficou temida pelos criminosos, pois era enérgica contra eles e agia com o setor de inteligência da BM (P2).

Ten. Coronel Padilha foi um grande parceiro do Coronel Vitanof em Cachoeirinha


UM POUCO DA HISTÓRIA DO 26º BPM


No ano de 1982, o GPM transformou-se em 4º Pelotão da 3º Companhia do 15º Batalhão de Policia Militar (Unidade com sede em Canoas). A partir de 25 de agosto de 1990, o Pelotão de Cachoeirinha passou a se denominar 2º Companhia de Policia Militar (unidade com sede em Gravataí).

Em 1998, o município de Cachoeirinha trilhava o caminho de pleno desenvolvimento, sendo considerado o coração de uma grande área industrial que se estabelecia na Região Metropolitana. A população também crescia e ultrapassava a casa dos 100 mil habitantes. A Brigada Militar não ficou indiferente: realizou naquele ano uma adequação estrutural e criou a Companhia Policial Militar de Cachoeirinha, com independência do 17º Batalhão de Policia Militar, com desarticulação e a referência para comemoração do aniversário do Batalhão. Nesta época também foi construído o quartel do Corpo de Bombeiros (Campanha Bombeiros Já!).


Em 04 de outubro de 1999, a Unidade recebeu a designação de Destacamento Especial de Cachoeirinha, sendo articulado em duas companhias de policiamento: sede da 1º Companhia instalada na Avenida Frederico Ritter e a 2º Companhia, na Avenida Flores da Cunha, na sede do destacamento.


Finalmente, em 21 de agosto de 2002, de acordo com o Art. 6º da lei Nº 10. 991/97 (lei orgânica da Brigada Militar) foi instalado o 26º Batalhão de Policia Militar, que atualmente trabalha articulado em duas subunidades: 1º e 2º Companhias de Policia Militar, sendo a 1ª Cia, compondo os bairros do centro e a 2ª Cia, os bairros mais afastados, totalizando uma área de 44 km².


Com sede na Av. Flores da Cunha, nº 3419, Bairro: Parque da Matriz, composto por cerca de 100 homens e mulheres que atuam diuturnamente no combate à criminalidade e controle da ordem pública, distribuídos nas seções internas como 1ª Seção – Seção de Pessoal, Subseção de Justiça e Disciplina e Comunicação Social, 2ª Seção – Seção de Inteligência, 3ª Seção – Seção de Operações e Treinamento, 4ª Seção – Seção de Logística e Patrimônio, Cia Operacional – Adm. e POE – Adm. Externas, como Cias/Policiamento Ostensivo, Patrulha Escolar, Patrulha Maria da Penha, Patrulha Bancária, Patrulha Comercial, ROCAM e POE.


Desde sua criação o 26º BPM, onde Stefano Vitanof também comandou em 2001 como Ten. Cel., passou por diversas transformações e desafios, sempre na busca de adequar-se às necessidades da sociedade cachoeirinhense, empregando seu efetivo com máximo de esforços na defesa do conceito da cidadania.

Decreto assinado pelo prefeito de Cachoeirinha, Cristian Wasem


MATÉRIA RELACIONADA





197 visualizações0 comentário